Infelizmente, por agora, a McDelivery só acontece na Florida.

Se mora no Estado norteamericano, vai conseguir que lhe entreguem um Big Mac à porta. A McDonald’s anunciou que passa a oferecer uma opção de entrega em 200 restaurantes da Florida a partir de finais de janeiro de 2017. O serviço estará disponível através do site e app UberEATS (um serviço de entrega de comida da responsabilidade da Uber) e chegará primeiro a residentes selecionados de Miami, Orlando e Tampa.

Um representante da McDonald’s contou ao jornal norteamericano USA Today que, consoante o feedback dos clientes na Florida, logo decidirá expandir o serviço a outros Estados e cidades. O plano, segundo o Business Insider, é conseguir que a empresa tenha a McDelivery disponível através de uma app móvel (o cliente pode encomendar e pagar pelo smartphone) e os testes para tal devem ser conduzidos ao longo do próximo ano, não só nos Estados Unidos, mas também Canadá, Reino Unido, França e Austrália. O objetivo é que, em 2018, milhares de restaurantes em todo o mundo já tenham a iniciativa consolidada.

O serviço de McDelivery não é novo no mundo, mas esta é a primeira vez que a marca pretende introduzir o mobile ordering. A estratégia traz benefícios ao nível da dinâmica do serviço e dos tempos de espera nos restaurantes. Se pensar bem, excetuando os serviços de pizza, não há assim tantas cadeias de fast-food com entrega ao domicílio, o que só aumenta a dimensão deste passo do McDonald’s.