Isaac Alfaiate: O vício do desporto

by

Preparem-se para ficarem cansados só de olhar. O treino do ator e modelo Isaac Alfaiate não é para qualquer um e é apenas parte de um regime que dá cabo de todas as calorias. Por João Bonifácio.

Isaac Alfaiate está suspenso no ar; as mãos, no mesmo tipo de argolas em que os ginastas treinam; cada músculo do corpo, a retesar-se; o rosto, fechado da concentração necessária para levar a cabo o exercício. Esta não é a primeira imagem que vem à cabeça das suas fãs quando pensam no ator e modelo de 28 anos, mas, por trás do seu ar de galã, está um viciado em desporto, que precisa de adrenalina.

Não há pingo de exagero na afirmação anterior, mas há muitos pingos de suor no treino de Isaac, um género de preparação física chamado cross-fit, que inclui corda, elásticos, barras e um constante ataque aos abdominais. E o que verão nesta e na próxima página não descreve todo o sacrifício a que Alfaiate submete o seu corpo. Nada a que ele não esteja habituado. O desporto começou a fazer parte da vida de Isaac muito cedo. “Sempre gostei muito de artes marciais e comecei a praticar em Faro, com o mestre Kadete, logo aos quatro anos de idade.” O apreço pela prática era tal que se tornou federado.

Não foi caso único, diga-se de passagem. “Mais tarde, comecei a jogar futebol”, conta aquele que ficou conhecido como André Marques, na quarta série de Morangos com Açúcar, “que ainda adoro”. Adora, sim, senhor. Ao ponto de, no fim desta sessão, se ter dirigido apressadamente ao Estádio da Luz para ver o Benfica, clube do seu coração. Se há relação sem quebras na vida de Isaac é a que mantém com o desporto, aliás; nunca deixou de praticá-lo, e, 24 anos depois de ter feito o seu primeiro treino, “o desporto é uma grande prioridade” para o ator. E por uma simples razão: “Faz bem a tudo.”

A paixão é de tal monta que ainda tem por hábito fazer exercido todos os dias. Aliás, ele faz questão em dizer que gosta “praticamente de tudo o que tenha a ver com desporto e atividade física”. Agora, e muitos anos depois, voltou “às artes marciais “. Como sempre, não deixa a coisa por menos e fá-lo com intensidade. “Comecei a praticar kickboxing há mais ou menos um ano”, continua, “e, agora, estou completamente viciado neste desporto.” Para que se entenda o que quer dizer com vício, a ator acrescenta que pratica “kickboxing duas a três vezes por semana”, isto para além do treino de cross-fit que faz normalmente.

O regime é este: quando não está a praticar kickboxing, ou vai ao ginásio, ou faz treino funcional ao ar livre. “Gosto de treinar pelo menos 30 minutos por dia e, quando tenho o dia completamente livre, faço sempre treino bidiário.” Contas feitas, dá uma média mensal de músculos estendidos e adrenalina descarregada bem alta. Sendo um homem tonificado, podíamos ser levados a pensar que, naquela boca, não entra nada que engorde, mas não, ele não tem complexos. “Para ser sincero, não tenho grandes cuidados com a alimentação. Gosto imenso de comer e, como treino bastante, dá sempre para queimar as calorias todas.”

O treino de um desportista compulsivo, aqui.