gallery wordpress plugin

Feb 2, 2017 | Bon Vivant, In&out

Novo ano, novas viagens. Seja de bicicleta, carro ou avião, este ano não pode perder a oportunidade de usar e abusar dos voos low cost e de viajar até aos melhores países que selecionámos para si, com base nos guias de viagens de referência para 2017.

CANADÁ

É o segundo maior país do mundo em área total, com cidades dinâmicas e cosmopolitas e pouco explorado quanto às suas maravilhas naturais. E este é o ano certo para visitar: o país comemora os seus 150 anos. Desde as grandes paisagens, aos lagos turquesa e aos picos de montanha, como as falésias de arenito vermelho na ilha Prince Edward. Existem outras cidades neste território que valem a pena visitar: Vancouver, Toronto, Quebec e as Canadian Rockies. [Condé Nast Traveler]

COLÔMBIA

A Colômbia é marcada pelas décadas de guerras civis e violência, mas com o tempo tem vindo a mudar, principalmente pelos esforços em acabar com a guerra (que já conta com 52 anos) por parte do presidente Juan Manuel Santos que ganhou em 2016 o Nobel da Paz. Encontra-se nos melhores destinos deste ano, não só pelos fantásticos monumentos, mas também pelas cidades vibrantes, praias e, principalmente, pela hospitalidade do seu povo. Muitos viajantes optam por Cartagena, Medellín ou Cabo de la Vela como destino de férias. [Lonely Planet]

PORTUGAL

Nos últimos anos, Portugal, especificamente a capital, Lisboa, tem chegado aos tops de viagens mais desejadas. Desde museus, como o recentemente inaugurado Maat, edifícios históricos, a famosa ponte Vasco da Gama e a afamada vida noturna (os bares de fado), o seu clima ameno e os fantásticos pastéis de nata fazem os viajantes voltarem – duas e três vezes. [Forbes]

FINLÂNDIA

Finlândia é um destino para amantes do exterior: conta com 40 parques nacionais, 12 áreas selvagens e 6 áreas de caminhadas nacionais. Locais como Lapland, Lakeland e Helsinki são grandes pontos turísticos e o país nórdico oferece um vasto leque de atividades como skiing, snowboarding, ice fishing, desfrutar das saunas exteriores e testemunhar a emoção das auroras boreais. Este é o ano ideal para visitar a Finlândia pois comemora o centenário da independência, com a abertura do Hossa Natinal Park. [National Geographic]

MONGÓLIA

A Mongólia está situada entre a China e a Rússia, mas não passa despercebida, pois é um país que tem tido imensos viajantes. É possível que esteja na lista de destinos a visitar pelas vastas paisagens, desertos misteriosos, lagos de água cristalina e a famosa cultura nómada. A capital Ulaanbaatar acolhe vários viajantes, no fantástico hotel Shangri-La, que abriu em 2015. A melhor altura do ano para visitar é de 9 a 16 de julho, pois realiza-se o festival anual Naadam, reconhecido pela UNESCO, com um desfile vibrante de atletas, monges e músicos. [Lonely Planet]

ILHAS BERMUDAS

As Bermudas são um território britânico ultramarino, localizadas no Oceano Atlântico, com proximidade à costa leste dos Estados Unidos da América. As ilhas são conhecidas pelas aventuras aquáticas como mergulho em destroços de navios, salto em penhasco e pesca em mar alto. Em junho, as Bermudas irão receber a Copa América, sendo a altura perfeita para visitar estas ilhas de clima temperado e vento favorável. [Condé Nast Traveler]

NEPAL

Depois do abalo que o Nepal levou em 2015, devido ao violento sismo, aos poucos tenta erguer-se. Mas nem tudo ficou destruído: os trilhos de montanha continuam intactos, muito do património resistiu e a stupa de Boudhanath, na capital Katmandu foi reconstruída. [New York Times]

OMÃ

Omã é uma face moderna da arábia, mas preservando o passado, com a sua beleza natural, montanhas espetaculares, desertos e uma linha de costa intacta. É um país definido pela sua herança rica e forte senso de identidade. Muscat é a capital e a maior cidade de Omã, marcada pela deslumbrante mesquita Sultan Qabos. Vale a pena visitar pelo marisco mais fresco do golfo, pela oportunidade de desfrutá-lo no Blue Marlin restaurant, e pelo alojamento de luxo, incluindo o premiado hotel Six Senses na península de Musandam. [Telegraph]

COREIA DO SUL

A Coreia do Sul tem uma população com mais de 50 milhões de pessoas e só a sua capital, Seul, tem cerca de 25 milhões de habitantes. A capital deste país este ano é obrigatória: desde visitar a antiga imperial Coreia, de teleférico até Changdeokgung, para ver o Palace of Ilustrious Virtue, a casa do último imperador da Coreia; aos arranha-céus modernos, estruturas de alta tecnologia, edifícios históricos e os mercados coreanos com a melhor comida de rua – bolos de arroz picante e o frango frito coreano são os mais requeridos e deliciosos, é um destino a não perder. [National Geographic]

NOVA ZELÂNDIA

A zona mais verde da região norte do país passou a ser o sítio mais requerido com a abertura do multimilionário resort, Helena Bay, o único alojamento de luxo no país localizado na praia. Visitar Auckland, a cidade mais populosa, é uma ótima desculpa para passar pelo Depot, do reconhecido chef Al Brown. A Nova Zelândia é um dos países mais desenvolvidos e industrializados do mundo e, com uma ótima posição quando comparado internacionalmente: qualidade de vida, alfabetização, paz, liberdade de imprensa e as suas cidades também estão entre as mais habitáveis do mundo. [Telegraph]